GUIMARÃES Panotour Global

VISITA VIRTUAL 360º

Recostada no fértil vale do Selho, um dos afluentes do Rio Ave, a cidade de Guimarães repousa numa paisagem tipicamente minhota. O concelho de Guimarães é todo ele recortado por vales e rios que correm entre montes. Quem chega vindo de Braga ou Famalicão vê a cidade na encosta de uma montanha que é o Monte da Penha, com o seu Santuário e teleférico. Uma das principais caracteristicas deste concelho é a da sua composição geográfica de uma mistura de agricultura e de um tecido de numerosas fábricas de fiação, tecelagem, cutelaria, cortumes e calçado.
Neste concelho de Guimarães encontram-se importantes testemunhos da existencia de populações anteriores à romanização ou suas contemporâneas. A cultura castreja está patente na citânea de Briteiros.
A cidade de Guimarães parece ter nascido já durante o período da alta idade média, em terras que pertenciam à Condessa Mumadona Dias e seu marido Conde Hermenegildo Mendes. Após a morte do Conde, nos meados do séc. X Mumadona Dias herdara Vimaranes, e teria de executar uma das verbas testamentárias do marido, a construção de um mosteiro para frades e freiras, dedicado ao Salvador do Mundo, à Virgem Maria e aos doze Apóstolos, sob a regra dos eremitas de S. Pacómio. Durante as invasões normandas, e a fim de proteger o Mosteiro contra as incursões dos vikings e mulçumanos, mandou construir na colina mais próxima do Mosteiro a primeira fortificação, de madeira e terra. Foi Cabeça do territorio do Condado Portucalense.


  • Nossa Senhora da Oliveira
  • Largo de Santiago
  • Paço dos Duques
  • Bolo de Sardinha
  • S.Torcato Santuário
  • Santuário da Penha

Visitar em Guimarães

Largo da Oliveira / Padrão do Salado / Igreja de Nossa Senhora da Oliveira
Largo de Santiago / Posto de Turismo
Largo de João Franco
Largo do Toural / Igreja de S.Pedro
Igreja de S.Domingos
Largo de S.Francisco / Igreja de S.Francisco
Largo Martins Sarmento
Paço dos Duques
Capela de S.Miguel
Castelo de Guimarães
Mosteiro de Santa Marinha da Costa
Santuário da Penha
Santuário de S.Torcato


VIDEO AÉREO


  • Evolução Urbana de Guimarães - 950
    Guimarães evolução urbana - 950

    950-959 Mumadona Dias manda construir um Mosteiro junto à via Braga-Amarante-Lamego, à volta do qual forma-se um burgo.
    Devido à época das invasões islamicas, e a instabilidade, Mumadona fortifica o local, com um Castelo. Cria-se assim um segundo centro

    My Image
  • Evolução Urbana de Guimarães 950-1279 . Bipolarização da cidade
    My Image

    Aos poucos vão se formando dois burgos; o de baixo junto ao Mosteiro, e crescendo ao longo das vias de ligação na direção de Vila do Conde e do Porto. O de cima junto ao Castelo e dentro das primeiras muralhas de D.Sancho.

  • Evolução Urbana de Guimarães 1279-1498. Unificação da cidade
    Guimarães 1279-1440

    É no reinado de D. Dinis, continuada e concluída por D. João I, que se desenvolve a segunda cintura de muralhas envolvendo as duas vilas, Alta e Baixa. Nos finais do século XIV, D. João I ordena a destruição da cerca alta que dividia a vila baixa da vila alta, guarnecendo a “nova” muralha com torres e ameias.
    Três núcleos principais se distinguiam no burgo cercado pela muralha, nos inícios do século XIV: na extremidade norte na cota mais elevada encontra-se o núcleo senhorial e militar; numa cota mais baixa que a do anterior núcleo tem-se o núcleo religioso e cívico, onde além da Colegiada e de outras construções religiosas; e daqui para poente e para sul.