GUIMARÃES Panotour Global

VISITA VIRTUAL 360º

Recostada no fértil vale do Selho, um dos afluentes do Rio Ave, a cidade de Guimarães repousa numa paisagem tipicamente minhota. O concelho de Guimarães é todo ele recortado por vales e rios que correm entre montes. Quem chega vindo de Braga ou Famalicão vê a cidade na encosta de uma montanha que é o Monte da Penha, com o seu Santuário e teleférico. Uma das principais caracteristicas deste concelho é a da sua composição geográfica de uma mistura de agricultura e de um tecido de numerosas fábricas de fiação, tecelagem, cutelaria, cortumes e calçado.
Neste concelho de Guimarães encontram-se importantes testemunhos da existencia de populações anteriores à romanização ou suas contemporâneas. A cultura castreja está patente na citânea de Briteiros.
A cidade de Guimarães parece ter nascido já durante o período da alta idade média, em terras que pertenciam à Condessa Mumadona Dias e seu marido Conde Hermenegildo Mendes. Após a morte do Conde, nos meados do séc. X Mumadona Dias herdara Vimaranes, e teria de executar uma das verbas testamentárias do marido, a construção de um mosteiro para frades e freiras, dedicado ao Salvador do Mundo, à Virgem Maria e aos doze Apóstolos, sob a regra dos eremitas de S. Pacómio. Durante as invasões normandas, e a fim de proteger o Mosteiro contra as incursões dos vikings e mulçumanos, mandou construir na colina mais próxima do Mosteiro a primeira fortificação, de madeira e terra. Foi Cabeça do territorio do Condado Portucalense.


  • Nossa Senhora da Oliveira
  • Largo de Santiago
  • Paço dos Duques
  • Bolo de Sardinha
  • S.Torcato Santuário
  • Santuário da Penha

Visitar em Guimarães

Largo da Oliveira / Padrão do Salado / Igreja de Nossa Senhora da Oliveira
Largo de Santiago / Posto de Turismo
Largo de João Franco
Largo do Toural / Igreja de S.Pedro
Igreja de S.Domingos
Largo de S.Francisco / Igreja de S.Francisco
Largo Martins Sarmento
Paço dos Duques
Capela de S.Miguel
Castelo de Guimarães
Mosteiro de Santa Marinha da Costa
Santuário da Penha
Santuário de S.Torcato


My Image
My Image

VIDEO AÉREO


  • Evolução Urbana de Guimarães - 950
    Guimarães evolução urbana - 950

    950-959 Mumadona Dias manda construir um Mosteiro junto à via Braga-Amarante-Lamego, à volta do qual forma-se um burgo.
    Devido à época das invasões islamicas, e a instabilidade, Mumadona fortifica o local, com um Castelo. Cria-se assim um segundo centro

    My Image
  • Evolução Urbana de Guimarães 950-1279 . Bipolarização da cidade
    My Image

    Aos poucos vão se formando dois burgos; o de baixo junto ao Mosteiro, e crescendo ao longo das vias de ligação na direção de Vila do Conde e do Porto. O de cima junto ao Castelo e dentro das primeiras muralhas de D.Sancho.

  • Evolução Urbana de Guimarães 1279-1498. Unificação da cidade
    Guimarães 1279-1440

    É no reinado de D. Dinis, continuada e concluída por D. João I, que se desenvolve a segunda cintura de muralhas envolvendo as duas vilas, Alta e Baixa. Nos finais do século XIV, D. João I ordena a destruição da cerca alta que dividia a vila baixa da vila alta, guarnecendo a “nova” muralha com torres e ameias.
    Três núcleos principais se distinguiam no burgo cercado pela muralha, nos inícios do século XIV: na extremidade norte na cota mais elevada encontra-se o núcleo senhorial e militar; numa cota mais baixa que a do anterior núcleo tem-se o núcleo religioso e cívico, onde além da Colegiada e de outras construções religiosas; e daqui para poente e para sul.